Reler-nos com anos de distância é sempre um risco. Especialmente quando nos confrontamos com um ou outro Manifesto cheio de certezas sobre as Verdades da Vida. Há muitas estradas e vielas que vamos escolhendo ao longo do percurso – e emprego o plural porque suspeito não ser a única – que deixariam o nosso Eu Mais Novo desiludido ou incrédulo.

E porque a vida tem uma certa tendência a dar-nos valentes bitch slaps por cada vez que bradamos “havia de ser comigo!”, é sempre bom encontrarmos um dos nossos manifestos mais fervorosos e potencialmente ingénuos perdido algures no sótão, e podermos asseverar que, já à beira dos 40, ainda o estamos a cumprir.

Manifesto velhinho aqui: sonhos vs. contas de electricidade

Advertisements

2 comments

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.