Os sabotadores da Mocidade Portuguesa

Quando visito a Feira do Livro ou alguns alfarrabistas e vejo os livros de leitura que tive na 3ª e 4ª classe, ocorre-me sempre a questão: “Como é que eu sobrevivi a isto?”

As capas com as criancinhas da Mocidade Portuguesa muito risonhas, ou com a criança de ar respeitador a ler junto à mãe, à porta de uma pobre casa de aldeia, até podem ser graficamente bonitas, kitsch mas bonitas, agora o que está lá dentro, aqueles textos…

Sou da geração do Pacheco Pereira e do Prado Coelho e todos eles passaram pelos mesmos livros oficiais. Então, como é que conseguimos ultrapassar esse trauma literário e tornarmo-nos seres inteligentes com uma escrita fluente que tantos apreciam?

A resposta chama-se Cavaleiro Andante e Mundo de Aventuras. Foi com eles que aprendi a ler e a sonhar.
O Cavaleiro Andante trazia banda desenhada europeia e deu a conhecer o Tim-Tim, Blake e Mortimer e, mais tarde, Spirou. Várias outras histórias, algumas de autores portugueses, tratavam temas históricos.

O Mundo de Aventuras estava mais virado para a BD americana e foi aí que conhecemos Mandrake, o mágico, Fantasma, o duende que caminha (ambos criados por Lee Falk) e o meu preferido, Johny Hazzard, um piloto com umas fontes brancas no cabelo que eu sonhava também ter quando fosse crescido. (Saiu-me o sonho furado, as brancas começaram a aparecer em cima e, durante uns tempos, andei com o aspecto de quem tinha andado a caiar o tecto lá em casa).

Pois é, juventude de hoje: é graças a revistas e heróis como esses que ainda se encontra gente culta e interessante nesta Quinta das Celebridades em que este país se tornou.

Artur Tomé

Advertisements

3 Comments »

  1. e o flash gordon?! quando meu pai e eu conversamos desses assuntos há sempre duas referências que não escapam: a revista tintim e o flash gordon. [pessoalmente sempre gostei mais do blake e mortimer]

    Like

  2. O seu pai deve ser mais novo que eu. A revista Tim-Tim surgiu muito depois.flash Gordon estava no Mundo de Aventuras, com o Principe Valente. Desenhado pelo Alex Raymond que também criou o Agente secreto X-9,e que foi o autor dos desenhos e mulheres mais sensuais dessa geração. O Flash foi também desenhado pelo Mac Raboy, com um estilo gráfico estranho e que eu tentei imitar em miúdo . Não conseguie reproduzir as mãos do Raboy nem os revolveres do Cisco Kid e disisti de desenhar bd.Artur

    Like

  3. Olá!Anos mais tarde, em tempos de doença e cama forçada, tive o privilégio de ler os velhinhos números do Cavaleiro Andante que a mão cuidadosa do meu avô mandara encadernar. Tinham sido do meu pai. E foi a minha vez de embarcar naquelas aventuras todas… Confesso que fui sempre grande admiradora do Príncipe Valente…

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.