literatura… qué isso?

Em cinco anos de curso universitário ouvem-se muitos disparates. Desde professores que vêem espirais em sonetos do Camões, a alunos que concordam. Mas o que tenho ouvido este ano, directa ou indirectamente, é o cúmulo…

Duas alunas de Português/Francês:
Rapariga A: Podias falar no Notre Dame de Paris, do Victor Hugo.
Rapariga B: O que é isso?
[Rapariga A conta-lhe a história.]
Rapariga B: Ah! É, tipo, o Corcunda de Notre-Dame?

Numa aula de Literatura Portuguesa do Século XIX a professora menciona o Werther do Goethe. A única pessoa que tinha ouvido falar no livro era de Linguística e a turma incluia alunos de Alemão.

Aula de Literatura Portuguesa do Renascimento:
Professor: Quem é que já leu ou, na pior das hipóteses, ouviu falar n’A Metamorfose do Kafka?
Duas pessoas levantaram a mão.

Uma aluna de 4º ano escreveu sobre o Tolstoievski (!).

Devo ficar deprimida ou considerar-me um génio…?

Advertisements
M

7 thoughts on “literatura… qué isso?

  1. Considerando que um curso superior é suposto ser realizado em excelência, parte-se do princípio que, quando se ouve alguém falar dos anónimos de Fernando Pessoa, esse alguém não estará sequer ciente da existência de um meio cultural português. Com todo o respeito, provavelmente nem saberá escrever. . . then again, maybe not! =p cheers *

    Like

  2. O Pessoa não só tinha anónimos como era contemporâneo de Camões. Mas não os subestimemos: a pessoa em questão podia não conhecer o significado da palavra “contemporâneo” mas ao menos soube escrevê-la. :DP.S.: a Geração de 70 foi composta pelos revolucionários do 25 de Abril.

    Like

  3. Actualmente os cursos universitários servem apenas para ficar bem no currículo ou para se ganhar melhor quando somos aceites como dobradores na C&A, na Mango, na Springfield, na H&M…Como disse o José Júdice na sua crítica no “metro” do outro dia, nós não precisamos de dotores da mula ruça neste país, precisamos de mecânicos e canalizadores.Valéria.

    Like

  4. Ganhar melhor quando vamos trabalhar para uma loja de roupa? Yeah, right! Eu recebia cerca de 80 contos por 8 horas – e saía à meia-noite. Mas também é verdade: ainda nõo era licenciada 😉

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.