My Pen Pen Português [2004 - 2007] Eternal M

literatura… qué isso?

Em cinco anos de curso universitário ouvem-se muitos disparates. Desde professores que vêem espirais em sonetos do Camões, a alunos que concordam. Mas o que tenho ouvido este ano, directa ou indirectamente, é o cúmulo…

Duas alunas de Português/Francês:
Rapariga A: Podias falar no Notre Dame de Paris, do Victor Hugo.
Rapariga B: O que é isso?
[Rapariga A conta-lhe a história.]
Rapariga B: Ah! É, tipo, o Corcunda de Notre-Dame?

Numa aula de Literatura Portuguesa do Século XIX a professora menciona o Werther do Goethe. A única pessoa que tinha ouvido falar no livro era de Linguística e a turma incluia alunos de Alemão.

Aula de Literatura Portuguesa do Renascimento:
Professor: Quem é que já leu ou, na pior das hipóteses, ouviu falar n’A Metamorfose do Kafka?
Duas pessoas levantaram a mão.

Uma aluna de 4º ano escreveu sobre o Tolstoievski (!).

Devo ficar deprimida ou considerar-me um génio…?

Advertisements

7 comments on “literatura… qué isso?

  1. Considerando que um curso superior é suposto ser realizado em excelência, parte-se do princípio que, quando se ouve alguém falar dos anónimos de Fernando Pessoa, esse alguém não estará sequer ciente da existência de um meio cultural português. Com todo o respeito, provavelmente nem saberá escrever. . . then again, maybe not! =p cheers *

    Like

  2. O Pessoa não só tinha anónimos como era contemporâneo de Camões. Mas não os subestimemos: a pessoa em questão podia não conhecer o significado da palavra “contemporâneo” mas ao menos soube escrevê-la. :DP.S.: a Geração de 70 foi composta pelos revolucionários do 25 de Abril.

    Like

  3. mas quando alguém fala de cultura a sério, o mundo não liga.por isso é que o meu post nunca mais é publicado

    Like

  4. Bem vinda à doce realidade universitária…Lembras-te quando me queixava dos alunos de português/francês????

    Like

  5. Actualmente os cursos universitários servem apenas para ficar bem no currículo ou para se ganhar melhor quando somos aceites como dobradores na C&A, na Mango, na Springfield, na H&M…Como disse o José Júdice na sua crítica no “metro” do outro dia, nós não precisamos de dotores da mula ruça neste país, precisamos de mecânicos e canalizadores.Valéria.

    Like

  6. Ganhar melhor quando vamos trabalhar para uma loja de roupa? Yeah, right! Eu recebia cerca de 80 contos por 8 horas – e saía à meia-noite. Mas também é verdade: ainda nõo era licenciada 😉

    Like

  7. e ainda dizem que o ser humano tem evoluido.A educação cultural esta cada vez mais proxima de 10.000 antes de cristo

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: