Uma e tal da manhã.

Temporal.

No terminal do Campo Grande uma camioneta da Barraqueiro que devia ter saído meia hora antes espera que passe a inundação na Calçada de Carriche para poder levar as pessoas para casa.

Porque está a chover muito.

Porque as pessoas só podem chegar a casa passando pela zona inundada.

Diz uma senhora:
– Se houvesse outra empresa de camionetas a fazer concorrência isto já não acontecia.

Advertisements
Posted by:M

2 thoughts on “chuva

  1. situação: camioneta da barraqueiro presa em engarrafamento, na av padre cruz, numa tarde quente c/o tudo. estamos parados pq houve 1 cidente no cruzamento perto das bombas da galp. ouvem-se as sirenes da policia e do inem q demoram a chegar ao local devido á porrada de carros q está no seu caminho. ouve-se, então, o seguinte comentário de 1 senhora, retirado, claro está, da sua infinita sabedoria e conhecimento: “se fossem de helicóptero já lá tinham chegado.”eu olho pela janela, sem ver mto bem onde raios é q o helicóptero ia aterrar, c/o é q aterrava se estivesse vento, c/o é q os paramédicos tiravam os feridos pelo meio dos carros, c/o é q tiravam os destroços do meio da estrada e pq é q as pessoas c/ ar de sopeiras e almeidas tem sempre a mania de arrotar parvoíces destas em transportes sobrelotados presos no trânsito da hora de ponta.valéria.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.