10 thoughts on “época de facturação = directas no trabalho para ganhar mais em horas extra = saídas destas

  1. Ok Marta. Porque não dizes antes o anormal do Mohammad Sheik da Azinhaga dos Besouros, imigrante ilegal da Guiné-Bissau.Lá por haver pessoas com traumas religiosos de um sistema que acabou há cerca de 30 anos, não justifica os teus comentários mais uma vez idiotas.Quer acredites, quer não, convido-te a assistir a uma das actividades do CUPAV.Talvez se fizesse luz. Talvez…

    Like

  2. magnus:A saída não foi minha. Limitei-me a citá-la (daí as aspas…) porque eram umas 4 da manhã e estava toda carcomida com mais de 12 horas consecutivas de trabalho em cima. Ah, e porque teve piada.Perdoa-me a ignorância mas o que é o CUPAV? E porque não experimentas tu assistir a um coven ou coisa que o valha? A luz não é unidireccional nem tem contratos de exclusividade.

    Like

  3. O CUPAV é o Centro Universitário Padre António Vieira ali no Lumiar. Mas a questão essencial, e é aquela que te escapa (como sempre), é que eles promovem uma dinâmica cultural e não tentam converter ninguém ao contrário das tuas balelas Zen e Coven ou seja lá o que for.Mas enfim. Seja como for não comentaste a parte dos traumas. Serão traumas?

    Like

  4. Não Pedro, não tenho nenhum trauma. Simplesmente vejo o mundo de forma diferente. Só não percebo porque é que isso te choca tanto.

    Like

  5. caro magnus :com todo o respeito quem parece ter algum tipo de trauma religioso és tu. Quem se prende a uma crença religiosa tem tendencia a não evoluir perante aquilo que se desenvolve à sua volta…Passo a citar a m : ” A luz não é unidireccional nem tem contratos de exclusividade.” Pensa nisso, talvez fiques iluminado.Uma pequena correcção :um coven não converte ninguém, pois é constituido por crédulos,ou seja,por pessoas que já se “converteram”.

    Like

  6. Cara Morgana:O único trauma que tenho é o de ler o que por vezes se escreve neste blog. A minha formação religiosa sempre foi autónoma e independente e a minha evolução também se faz a nível da crença.Muitas são as vezes em que penso porque existirá uma esquerda repleta de fobiasd num país tão calmo como o nosso?

    Like

  7. Se calhar não deram por isso por estar em letra miúda mas volto a repetir a nota final do post:”Não pretendo, com este reparo, ferir susceptibilidades ou provocar qualquer tipo de discussão no espaço que é este blog.”Ninguém aqui tem traumas ou fobias, simplesmente acreditamos em coisas diferentes.OK?

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.